Início > Beleza > Botox: em quanto tempo deve ser retocado?
Postado no dia 18 fevereiro, arquivado na categoria Beleza

A toxina botulínica, conhecida popularmente como Botox, é uma substância produzida pela bactéria Clostridium botulinum responsável pela doença botulismo e que resulta no relaxamento muscular.

Em tratamentos médicos e estéticos a substância é purificada e usada em concentrações que não causam efeitos semelhantes à doença, com toda a aplicação sendo controlada pelo especialista.

O nome Botox, que ficou mais conhecido popularmente, refere-se à primeira marca que comercializou a toxina botulínica tipo A para fins estéticos no Brasil, mas outras marcas estão disponíveis no mercado com o mesmo princípio ativo.

Como o Botox age em tratamentos estéticos?

Antes de optar por esse tratamento estético, é importante que pacientes saibam como a toxina botulínica age no organismo para proporcionar os resultados desejados.

A substância funciona como um bloqueador neuromuscular, interrompendo as sinapses nervosas que chegariam ao músculo causando o estímulo (movimento). Esse bloqueio pode ser parcial ou total, afetando apenas a contração do músculo que recebeu o Botox.

Devido a esse efeito, a toxina botulínica é recomendada para rugas dinâmicas, que são aquelas que se formam conforme haja a movimentação da musculatura facial, como os pés de galinha, código de barras nos lábios e rugas na testa de glabela.

Um das principais características do Botox é que a substância é absorvida e eliminada pelo organismo que refaz os caminhos das sinapses, fazendo com que elas voltem a causar a contração muscular em regiões previamente tratadas.

A perda dos efeitos do Botox depende dos cuidados adotados pelo paciente e também da reação do organismo e predisposição individual. Em geral, nos homens, que tem a pele mais grossa, os resultados permanecem estáveis por cerca de 4 meses enquanto nas mulheres ficam por cerca de 6 meses.

Os resultados ficam visíveis entre dois e cinco dias após a aplicação, sendo que os efeitos atingem seu melhor aspecto em cerca de 15 dias e permanecem estáveis entre 4 e 6 meses.

Quais devem ser os intervalos das aplicações de Botox?

Os intervalos das aplicações de Botox variam de acordo com a duração dos resultados que devem ser observados por cada paciente individualmente.

Como visto, os efeitos desejados tendem a permanecer entre 4 e 6 meses, sendo esse o intervalo recomendado para que haja a reaplicação da substância. Em alguns casos podem ser esperados até 12 meses para um novo tratamento.

Principalmente quando o Botox é aplicado como tratamento preventivo, o retoque pode ser realizado em intervalos maiores, especialmente se o paciente adotar outros cuidados que combatem o envelhecimento cutâneo.

Destaca-se ainda que não se recomendado que as aplicações sejam realizadas com intervalos menores que 3 meses, pois o organismo pode tornar-se resistente à substância fazendo com que ela perca o efeito desejado.

Alguns pacientes receiam que a face torne-se inexpressiva em decorrência da aplicação continuada de toxina botulínica.

No entanto, respeitando os intervalos recomendados e realizando as aplicações com o cirurgião plástico, profissional qualificado para executar o tratamento, o paciente tem menos riscos de que essas ocorrências surjam.

Como manter os resultados do Botox por mais tempo?

A duração dos resultados com o tratamento com toxina botulínica depende de aspectos individuais, como características da pele e também resposta do organismo à substância.

Ainda assim, existem alguns cuidados que podem ser adotados que garantem a permanência dos efeitos por mais tempo, além de ajudar a retardar o envelhecimento da pele. Confira alguns deles a seguir:

  • é fundamental cumprir as recomendações pós-procedimento indicadas, como evitar deitar na sequência, não fazer massagens e procedimentos faciais e evitar dermocosméticos;
  • o objetivo do Botox é reduzir o envelhecimento facial resultante das expressões faciais, portanto, uma dica é minimizar a movimentação da musculatura da face, evitando contrações desnecessárias;
  • o tabaco é um grande inimigo da estética e faz com que os efeitos do Botox durem menos tempo, portanto, parar de fumar é essencial para quem deseja uma pele bonita;
  • a recomendação é universal: use protetor solar todos os dias, independente do clima e preferencialmente associe o uso a um antioxidante, como a vitamina C;
  • a alimentação é uma importante amiga da estética, ajudando a ter os nutrientes adequados para o funcionamento do organismo. Uma dieta saudável ainda reduz a ingestão de opções prejudiciais como açúcares, álcool e gordura;
  • o colágeno tem a produção diminuída com a idade, de forma que a reposição pode ser necessária para devolver o aspecto elástico e firma da pele, o que contribui para manutenção dos resultados estéticos alcançados com a toxina botulínica.

Com estes cuidados somados à reaplicação da substância a cada 4 ou 6 meses, garante-se uma estética mais jovial e a suavização de rugas e linhas de expressão.

Portanto, o uso do botox é um aliado para manutenção de uma aparência mais jovem e combate às rugas, mas deve ser realizado com consciência e ter acompanhamento de um profissional especializado.

Newsletter


Criadora do blog, apaixonada por moda e maquiagem. Movida por sonhos. Ama música, sol e praia.